Categories

A sample text widget

Etiam pulvinar consectetur dolor sed malesuada. Ut convallis euismod dolor nec pretium. Nunc ut tristique massa.

Nam sodales mi vitae dolor ullamcorper et vulputate enim accumsan. Morbi orci magna, tincidunt vitae molestie nec, molestie at mi. Nulla nulla lorem, suscipit in posuere in, interdum non magna.

Blogueiro

blogueiraBlogueiro é o termo brasileiro designado para o indivíduo que publica em blogues. Blogger é o termo em inglês que possui o mesmo significado. Blogueiro ou blogueira são palavras que surgiram juntamente com a criação do conceito de blog, site composto em forma de diário online, onde são apresentados artigos que retratam temas escolhidos pelo autor, analisados à luz da sua opinião.

Blogueiros não são profissionais ligados apenas à escrita. Podem publicar através de imagens, fotos, desenhos, ilustrações, ou vídeos, sons, música e etc.. Qualquer pessoa que crie um blog e publique informações regularmente, é considerado um blogueiro.

Os blogueiros normalmente emitem suas opiniões sobre assuntos com os quais tenham afinidade. Então, podemos encontrar blogs mais jornalísticos e especializados nas mais diversas áreas – economia, política, variedades, cultura, – ou em áreas diferentes como moda, beleza, turismo, gastronomia, astrologia, tarô, musica, artes e milhares de outros assuntos: depende da criatividade do freguês.

Incrível é que muitos blogueiros que nem cogitavam a possibilidade de escrever um livro, ao verificarem a receptividade dos seus leitores, através do feedback dos comentários recebidos, resolveram fazer parte do mercado editorial.

Quem já não ouviu falar que “de médico e publicitário todo mundo tem um pouco.” Pois é, agora a profissão da moda, que também pode ser incluída nessa expressão, é a de blogueiro.

O que é preciso para ser um blogueiro? Dizem que basta saber manipular tecnicamente um blog e ter uma boa escrita. Mas no nosso entender, vai muito além disso. Primeiro, é preciso entender de comunicação e depois, conhecer muito bem aquilo de que se está falando. É preciso continuar estudando sempre o assunto, pesquisar, postar sempre novidades, ter comprometimento com os leitores, se dedicar ao blog, ser ético e, principalmente, manter uma linguagem que não fatigue o leitor.

Além dos blogs particulares, é forte a tendência de aumento dos blogs corporativos. Muitas empresas estão buscando essa ferramenta como parte de sua estratégia de marketing, pela forma direta e informal com que possibilitam atingir seus públicos-alvo: amplia-se o diálogo e abre-se ao consumidor a possibilidade de dar o seu feedback.

Cada vez mais os blogs vêm se segmentando, aliás como tudo no mundo. Pode-se encontrar plataformas prontas como é o caso do WordPress, que disponibiliza o sistema (Grátis) para ser implantado em qualquer site. Você nem precisa usar um domínio próprio, basta colocar “seunome.wordpress.com”.

Recentemente, o senado vem discutindo a obrigatoriedade ou não do diploma de jornalista para exercer essa profissão. Se por um lado, a Internet ampliou a possibilidade de qualquer um se expressar, o que é muito bacana, temos que ter mais visão crítica e auto-crítica, ética e critério para não só criar algo que seja interessante, belo, útil e necessário, como também para usufruir, degustar e aproveitar o que vemos por aí. Será que tudo o que vemos nos grandes portais ou mesmo nos jornais impressos, rádio e TV pode-se dar credibilidade?

Muitos dos blogs que começaram porque seus autores gostavam desse ou daquele assunto e desejavam compartilhar seus achados e opiniões, transformaram-se com o tempo em verdadeiros negócios. Pra se ter uma ideia, a busca por “blog de moda” na Internet cresceu 2.275% nos últimos cinco anos — ou mil vezes mais do que as buscas por todos os termos da categoria moda, segundo dados do Google Insight. E diversas marcas adotaram os blogs como parte de sua estratégia de marketing, tal o poder de disseminação que possuem.

Mas não vamos pensar que as blogueiras e blogueiros chegaram lá sem muito suor. Se você se empolgou com a ideia de ter um blog, lembre-se que não só é preciso estudar tudo o que é básico e genérico, como as matérias do colégio e da faculdade, além das específicas da área que deseja se dedicar. Para isso, faça cursos, conheça pessoas, pesquise, visite outros blogs, aprenda idiomas, tenha sede de conhecimento, mantenha um network atualizado, leia e escreva muito. Afinal de contas blogs com erros de português e linguagem medíocre, não dá. A oportunidade é bacana, o mercado é vasto, mas exige qualidade, dedicação, conhecimento e ética. Fora isso, esparrame-se. É uma delícia fazer aquilo que de se gosta e de que se entende. Boa sorte!